FALE COM A CLÍNICA: (61) 3242-2070 | (61) 99961-4719

Notícias Imprensa /

Fique por dentro das novidades.

Cuidados com a pele devem ser intensificados no tempo seco

Cuidados com a pele devem ser intensificados no tempo seco

Dermatologista dá dicas para enfrentar a baixa umidade em Brasília

Após dois dias consecutivos de umidade relativa do ar abaixo dos 12%, a Defesa Civil emitiu, pela primeira vez no ano, o alerta de estado de emergência. No último domingo (12/08), o dia mais seco do ano em Brasília até agora, o Instituto Nacional de Meteorologia (Imnet) registrou a mínima de 10%. Nesta terça-feira (14/08), chegou a 20%. Apesar da seca se repetir todos os anos, os habitantes da capital sempre sofrem com a estiagem e a alta temperatura, que facilitam, por exemplo, o surgimento de problemas na pele.



Cuidados com a pele no tempo seco

Cuidados com a pele no tempo seco

REAC: máquina italiana promete reequilibrar o cérebro e o corpo

Em algumas ocasiões começamos a ter alguns desconfortos sem causa aparente: dores em algumas partes do corpo, problemas gastrointestinais, alteração de humor, problemas psicológicos como depressão, entre outros. Eles podem ser um sinal de que algo está errado com o nosso organismo e não devemos subestimá-los. Muitos desses problemas também podem estar associados ao desequilíbrio cerebral.

É aí que surge a REAC Terapia, um tratamento aplicado através de uma máquina criada na Itália: a sigla significa Radio Eletric Conveyer Assimetric, é o resultado de anos de estudo e pesquisa dos médicos Salvatore Rinaldi e Vania Fontani. O que ela promete é muito importante, reequilibrar o cérebro e, em consequência, as funções do corpo. Sua função é melhorar as frequências cerebrais, que comandam a saúde de todo o organismo, inclusive o funcionamento da mente.



Problemas de pele comuns no verão

Problemas de pele comuns no verão

DERMATOLOGIA

SAIBA COMO TRATAR PROBLEMAS DE PELE COMUNS NO VERÃO

Dermatologista dá dicas sobre os cuidados necessários para tratar as lembranças indesejadas das férias

O verão chegou e com ele o período de férias. É um momento difícil de resistir à tentação de passar muito tempo embaixo do Sol, aproveitando às praias, piscinas e atividades ao ar livre que essa estação mais quente do ano oferece. Infelizmente, para algumas pessoas, junto com a marquinha de biquíni pode vir também alguns problemas típicos da temporada, entre eles, micoses, manchas e descamação. E a pele é o órgão mais afetado pela mudança de ares.

Um dos principais efeitos da alta exposição ao sol é o surgimento do melasma (manchas escuras que podem piorar com o sol e outros fatores desencadeantes, como gravidez, uso de anticoncepcional e desequilíbrios hormonais). Segundo o dermatologista Erasmo Tokarski, o básico da proteção é o uso do protetor solar UVA e UVB e, no verão, o fator de proteção deve ser maior existente. Para o médico que atua na área da Dermatologia, Estética e Cirúrgica há mais de 30 anos, até mesmo embaixo da barraca, na praia, deve-se usar o filtro solar, porque a pele pode ser afetada pelo reflexo do Sol na areia.

 



Busca