FALE COM A CLÍNICA: (61) 3242-2070 | (61) 99961-4719

Blog Dr Erasmo /

Fique por dentro das novidades da Clínica.

Zero6Um: Dr. Erasmo Tokarski fala sobre os cuidados com a pela durante o carnaval.

SAIBA COMO CURTIR O CARNAVAL SEM DESCUIDAR DA SAÚDE

Nutricionista e dermatologista dão dicas para aproveitar a folia sem imprevistos

Chegou a temporada de Carnaval! Os foliões passam várias horas em pé curtindo as festas, na maioria das vezes sob muito sol e calor e sem se alimentar corretamente. Para garantir que a folia aconteça sem imprevistos, vale seguir algumas dicas dadas por profissionais da área da nutrição e da dermatologia.

Pele

Para quem deseja curtir os blocos de rua, é essencial se proteger da radiação solar. “No Carnaval, as pessoas costumam passar várias horas expostas ao sol. O protetor solar é indispensável para evitar insolação e outros danos a longo prazo, como o envelhecimento precoce e o câncer de pele”, indica o dermatologista Erasmo Tokarski.

 

Zero6Um: Dr. Erasmo Tokarski fala sobre os cuidados com a pela durante o carnaval.

Também é importante ter precaução com as pinturas de rosto, que fazem muito sucesso nos bailes infantis. Neste caso, é fundamental usar tintas específicas para a pele. “Uma tinta guache, por exemplo, tem componentes que ressecam a pele. À medida que vai secando, ela provoca, no mínimo, uma sensação de desconforto e coceira”, descreve o especialista.

O dermato recomenda fazer um teste com a tinta em uma pequena parte do braço, por exemplo, e aguardar algumas horas. Se houver alguma reação, a aplicação deve ser suspensa. Em relação à maquiagem, o ideal é que, ao menos para as crianças, ela seja hipoalergênica. Além disso, não se deve compartilhar rímel, lápis de olho e sombras. Isso pode acabar espalhando vírus e bactérias, causadoras de conjuntivite e alergias.

Outro item que merece atenção são os sprays de espuma. Caso a criança tenha alguma reação, como vermelhidão e ardência, a área atingida deve ser lavada com água corrente. Se os sintomas persistirem, o ideal é procurar um médico.

Alimentação

Um dos erros comuns no Carnaval é passar longos períodos sem comer, apenas à base de bebidas alcóolicas. Quando a festa acaba e bate aquela fome, as pessoas costumam recorrer à opção mais rápida e gordurosa que encontram pela frente. “Às vezes, em poucos dias se boicota parte do esforço de meses de dieta, com bebidas e alimentos muito calóricos. A cerveja, por exemplo, é um pão líquido”, adverte o nutricionista Daniel Novais.

Outro risco é passar mal devido à baixa glicemia. “Uma dica é levar na bolsa alimentos como mix de castanhas, frutas desidratadas e até chocolate, mas de preferência o amargo”, orienta. Também é recomendado não ir à folia de estômago vazio. “Fontes de carboidrato, como macarrão, tapioca e arroz, são importantes para dar energia. No dia a dia, devem ser consumidos com moderação, mas, nesse caso, eles são indicados. O ideal é que estejam acompanhados de fontes de proteínas”, recomenda.

Além disso, é importante beber água entre uma latinha e outra. “Muita gente se esquece de beber água porque já está consumindo outros líquidos. Mas isso é um grande engano, pois o álcool desidrata o organismo. Beber água ajuda a reduzir os efeitos de uma possível ressaca”, explica.

Para se recuperar da dor de cabeça e mal estar do dia seguinte, a recomendação também é se hidratar. A água de coco é uma grande aliada. “Suco de cranberry também é uma ótima pedida, pois auxilia no processo de desintoxicação”, finaliza Daniel.




Busca